(21) 2178-2211 ou (21) 3875-6767

Siga-me nas mídias sociais!

Psicóloga C.R.P: 18558/05

(21) 2178-2211 ou (21) 3875-6767

Psicóloga C.R.P: 18558/05

Análise Vocacional: Um Recurso para Realização de um Projeto

Na hora de escolher uma profissão vários questionamentos levam o adolescente a muitas dúvidas em relação ao que escolher. Escolher uma profissão em evidência no mercado atual, uma que seja mais valorizada em termos de titulação, uma que tenha referência a uma pessoa a quem se identifique, uma que seja mais fácil, uma que dê mais status, uma que resulte em maior retorno financeiro, uma que tenha maior empregabilidade, vários são os motivos que levam a pessoa a escolher sua profissão ou a ficar ainda mais em dúvida e não escolher.

A Análise Vocacional é um recurso utilizado para ajudar a resolver esta questão. O processo é subjetivo, sem testes, com a utilização de técnicas dinâmicas, realizado em três etapas, durante aproximadamente 08 a 10 sessões, e pode ser individual ou em grupo.

A primeira etapa refere-se ao auto-conhecimento. Durante este período técnicas são utilizadas para que a pessoa se conheça melhor, suas características, o que mais gosta de fazer, ambiente em que se sente melhor, seus desejos e projetos em relação ao futuro. Este material oferece também ao terapeuta uma visão mais ampla do cliente que ele está atendendo. Ajuda a pessoa a escolher uma profissão mais adequada ao seu perfil e não o contrário, que seria escolher uma profissão e tentar encaixar-se nela, e ainda a responsabilizar-se por sua escolha.

A segunda etapa é utilizada para informação geral sobre as profissões. Nesta fase a ênfase é na informação. Que matérias são ministradas no curso, em que faculdades, quanto tempo, investimento financeiro, perfil esperado para um profissional nesta área, são algumas das informações oferecidas nesta etapa. Vários recursos são utilizados para que esta não seja uma fase muito cansativa. É uma fase importante para que não se faça uma escolha errada por falta de informação.

O objetivo da terceira e última etapa seria fazer um link entre a primeira e a segunda fases e facilitar ao cliente a tomada de decisão. Com mais informação sobre si e sobre as profissões torna-se mais fácil fazer uma escolha mais assertiva.

Em muitos casos esta escolha pode significar muito mais do que se percebe a priori: reparar, agredir, proteger, perseguir, negar, persuadir, agradar. Além disto, crenças, preconceitos, situação socio-econômica, família, mídia, amigos, são fatores também considerados na hora desta decisão, e este fatores podem interferir de forma positiva ou negativa no resultado final. Por isto, é importante compreender o vínculo que se estabelece com a escolha ou não escolha.

A adolescência, que é geralmente a fase da primeira escolha profissional é uma fase caracterizada por constantes crises, onde várias outras escolhas importantes devem ser feitas, e muitas vezes falta maturidade para tal e o adolescente pode tender a resistir a esta tomada de decisão por acreditar que a entrada na vida adulta o fará perder coisas, sem considerar os vários outros ganhos que terá, ele a relaciona com perdas e com assumir responsabilidades.

Paul Thompson, cientista do laboratório de neuromapeamento da Universidade da California, fez parte de uma pesquisa mapeando o cérebro de cerca de 100 adolescentes utilizando técnicas avançadas de tomografia. Esta equipe acredita que as alterações mais importantes pelas quais o cérebro passa nos últimos anos da adolescência tem lugar no córtex pré-frontal, área esta responsável pelo planejamento e controle das emoções, e completa dizendo que antes destas mudanças nem sempre o adolescente está pronto para processar informações necessárias para esta tomada de decisão tão importante.

De qualquer modo, o fato de que o cérebro do adolescente não está totalmente pronto ou maduro é tranqulizadora, pois assim sendo ele tem mais tempo de aprendizado do que antes se pensava. Isto não quer dizer que ele está fadado ao erro, e sim que ele precisa se preparar mais adequadamente para esta escolha e esta fase em sua vida. O tempo que ele tem pela frente para escolhas, erros e acertos para tornar-se adulto, o que pode se positivo.  É  importante pensar que mesmo que  ele se arrependa desta primeira escolha e tenha o desejo de trocar de curso posteriormente, não terá perdido tempo, isto certamente servirá para amadurecer e aprender com esta experiência. Estatísticas apontam para aproximadamente 40% de evasão das Universidades devido à escolha errada de curso.

Sendo o  Ser Humano é um ser biopsicossocial, é natural que sua escolha profissional, assim como todas as outras escolhas, esteja intimamente relacionada à sua questão emocional, a seus conflitos internos e desejos, às suas referências pessoais. Onde a vida pessoal e vida profissional estão diretamente interligadas, portanto, felicidade e realização em uma área reflete diretamente em felicidade na outra. É cada vez mais comum que adultos que já terminaram um curso ou desistiram no meio, e outros que até já estão desempenhando um trabalho na área em que se formaram busquem a Análise Vocacional com a intenção de uma nova escolha e a expectativa de não errar novamente, de ser mais feliz e realizado. Muitas vezes nestes casos, apenas uma Orientação Profissional, com informação especializada e sugestões já abre possibilidades para que a pessoa aproveite sua formação atual de uma forma mais abrangente que facilite sua recolocação no mercado. A escolha profissional deve ser encarada como um dos vários projetos a ser realizado ao longo da vida, e quanto mais envolvimento a pessoa tiver com este projeto, mais fácil será fazer a escolha certa e mais personalizado será.

A Análise Vocacional pode ajudar ao adolescente a encontrar este caminho. Sem regras nem preconceitos, não visando primeiramente a empregabilidade, e sim facilitando sua capacidade de transformar seu sonho profissional em realidade, com competência,  sucesso e felicidade.

Em caso de reprodução favor mencionar autor e fonte.

Nazareth Ribeiro
Psicoterapeuta Psicossomaticista Especialista em Clínica e Educação.
Coaching de Vida e de Carreira.
Coaching TDAH.
Palestrante.

9 comentários

  1. Thanks for posting, I’ll definitely be subscribing to your blog.



  2. Nice post, thanks.



  3. Tissendbreell em 5 de junho de 2009 às 10:20

    Hi, Congratulations to the site owner for this marvelous work you’ve done. It has lots of useful and interesting data.



  4. Amazing Weight Loss Story em 28 de maio de 2009 às 19:19

    Thanks for writing, I very much liked reading your most recent post. I think you should post more often, you evidently have talent for blogging!



  5. admin em 23 de maio de 2009 às 18:38

    Thank you very much, I really appreciate the words you’ve written about my posts.
    Yes, I will be writting here about this subject again as soon as possible, I agree that it´s a very interesting and important theme because taking part at a Vocation Analysis helps to chose the career that is better for each one and I believe that when someone works with what he(she) loves it’s easier to be happy, to have success, to have a good way of living,…
    Kisses,
    Nazareth Ribeiro



  6. I Dropped Over Thirty Pounds in A Month em 21 de maio de 2009 às 21:06

    I was just now looking for info about this when I came upon your post. I’m only dropping by to say that I very much liked seeing this post, it’s really clear and well written. Are you planning toblog more about this? It seems like there is more depth here for more posts.



    • admin em 10 de maio de 2013 às 21:00

      Thanks very much for your coment.
      I will be always writing about this. Keep coming to my my site!
      Thanks!



  7. Daniela Saad em 20 de abril de 2009 às 16:36

    olá,
    adorei a nova página!!
    muito sucesso!!
    beijossssssssss



  8. cibele em 6 de abril de 2009 às 12:50

    Muito interessante a matéria, parabéns !!